fora-da-toca_EXPO-milao_CAPA

EXPO Milão 2015

Posso dizer que tive muita sorte ao marcar nossa viagem pra Itália. Sem saber consegui pegar a EXPO em Milão e a Bienal em Veneza! Tudo por mera coincidência… porque de fato eu não sabia… Acabou que a Bienal não deu tempo de ir, o deslocamento em Veneza é absurdamente lento… mas a EXPO nós conseguimos!

mapa da EXPO
mapa da EXPO

A EXPO Milão 2015 foi um evento voltado para a sustentabilidade, alimentação e criatividade dos países, pensando em um futuro melhor, com melhor distribuição de alimentos e menor desperdício, envolvendo praticamente todos os países. O Rio de Janeiro inclusive já sediou uma EXPO… muito… muito tempo atrás… se você lembra um pouco das suas aulas de história vai lembrar da exposição de 1922, que foi montada no centro da cidade, a principio essa exposição seria nacional mas acabou recebendo outros países como: Bélgica, Argentina, Reino Unido, Japão, França e Itália. O pavilhão francês era uma réplica do Petit Trianon, residência de campo de Maria Antonieta em Versalhes, e foi doado ao Brasil ao fim da exposição, atualmente é a sede da Academia Brasileira de Letras. Essa exposição era voltada para que os países exibissem suas novidades tecnológicas para o mundo.

fora-da-toca_EXPO-milao_11
uma das salas do pavilhão ZERO

Pela EXPO de Milão ter sido especialmente voltada para a comida e sua distribuição, foi possível experimentar em diversos pavilhões pratos e bebidas típicas. Achei muito legal eles disponibilizarem no site várias receitas que até mostravam quantas calorias tinham, peguei algumas mas admito que ainda não testei, mas a do tradicional cantuccini italiano está na lista. Para se ter uma ideia da grandiosidade desse evento, quase todos os meios de transportes tinham algum tipo de promoção/ pacote/ anúncio para que as pessoas de toda a Itália pudessem visitar a EXPO. Além de diversas outras opções que levavam quem estava em Milão para outras cidades, o Discover Ferrari & Pavarotti Land, foi um projeto  criado devido a EXPO e aos turistas que ela traria. Para nossa sorte esse projeto vai continuar por tempo indeterminado, e se aperfeiçoando. Vale muito o passeio! Contamos tudo aqui (EM BREVE).

nossa longa caminhada até a entrada
nossa longa caminhada até a entrada

 

Visitar a EXPO é um programa para mais de um dia ou pelo menos um dia INTEIRO! Tem que ter muita disposição e muita sola de sapato para gastar. Como não tínhamos um dia inteiro para andar por lá, descobri antes da inauguração, que tinha um ingresso especial, que era para depois das 19h até o encerramento das atividades, lá pelas 23h. A melhor parte é que custava apenas 5 euros, enquanto o ingresso para o dia todo era algo em torono de 32 euros… quando se tenta fazer uma viagem relativamente “low cost”, esses pequenos detalhes fazem toda a diferença. Claro que o ideal para ver tudo com calma seria, se tivéssemos mais dias em Milão, pegar um dia inteiro ou duas noites; acho que eu acabaria ficando um dia inteiro, já que o lugar da EXPO era meio longe do centro de Milão e depois de descer do metro você ainda tinha que andar muitoooo até chegar na entrada.

pavilhão ZERO, que apresentava a proposta da EXPO sobre a sustentabilidade
pavilhão ZERO, que apresentava a proposta da EXPO sobre a sustentabilidade
mais um pouco do pavilhão zero porque adorei essa foto
mais um pouco do pavilhão zero porque adorei essa foto

O lugar onde montaram a EXPO era gigantesco! Fomos enganados por uma grande ilusão de ótica. Já que praticamente todos os estandes estavam localizados em uma grande avenida principal, tivemos a falsa impressão de que rapidamente conseguiríamos percorrer tudo, mas por mais que andássemos, parecia que jamais chegaríamos ao final, como de fato não chegamos, paramos numa Árvore que foi construída e aonde tinha um show de fogos de artifício e voltamos, afinal já eram quase 23h.

árvore da EXPO em dois momentos
árvore da EXPO em dois momentos

 

pessoa feliz sentadinho só provando as cervejas do mundo
pessoa feliz sentadinho só provando as cervejas do mundo

 

Meu pai nem começou a conhecer os pavilhões, sentou em um dos grandes quadrados de madeira no meio da avenida, e ali ficou. Sai na missão de completar esse simpático passaporte que eles vendiam para você ir carimbando em cada estande, objetivo? Conseguir o máximo de carimbos possíveis no nosso curto espaço de tempo. Enquanto isso minha mãe partiu para o longínquo pavilhão da Áustria que tinha uma floresta com ar super puro. Se fosse uma questão só de carimbar o passaporte teria sido simples, mas era inevitável entrar em cada estande, enfrentar uma fila e dar uma conferida, sendo assim acabamos sem conseguir TODOS os carimbos… mas foram vários no final das contas, deu pro gasto. Seguem as fotos de alguns estandes que visitamos.

 

 

 

entrada do pavilhão da Tailândia e o pavilhão da Áustria
entrada do pavilhão da Tailândia e o pavilhão da Áustria
fila para o pavilhão do Brasil, e fila na entrada do pavilhão da China
fila para o pavilhão do Brasil, e fila na entrada do pavilhão da China
fora-da-toca_EXPO-milao_10
a lindíssima estrutura de ferro e vidro do pavilhão da Inglatera

 

Valeu a pena? Sim foi legal, não é um evento que acontece toda hora, o fato de ter pago apenas 5 euros, ajudou. Foi um passeio bem cansativo, provavelmente pela soma de coisas que fizemos no dia, não só pela EXPO em si. O clima estava agradável, encarar aquilo tudo de baixo do sol deve ser tenso. Foi interessante conhecer mesmo que só um pouquinho da cultura e hábitos de cada país, claro que tiveram alguns pavilhões que não consegui visitar que pareciam incríveis mas de uma forma geral foi bem legal!

foto/ lembrança da EXPO, tinham alguns totens espalhados onde você podia fazer uma foto, personalizar a moldura e mandar pro seu email
foto/ lembrança da EXPO, tinham alguns totens espalhados onde você podia fazer uma foto, personalizar a moldura e mandar pro seu email

Compartilhe nas redes sociais!

2 comentários em “EXPO Milão 2015

  1. Foi realmente um espetáculo apesar de me faltarem as pernas pq durante o dia atingimos a espetacular marca de 42km a pé! Mas não dá para reclamar nada do que fizemos na Itália, organização, passeios, comida, bebidas e um piloto de primeira! SHOW!!!!!

Deixe seu comentário ou dúvida