fora-da-toca_2-dias-de-curitiba_CAPA

2 dias de Curitiba!

Acabamos conhecendo Curitiba devido ao casamento de um amigo meu. Já que íamos viajar para lá decidimos aproveitar para conhecer (dentro do tempo possível) alguns dos pontos mais famosos.

Dica de pessoas locais é tudo de bom! Sempre que puder pedir a um local dicas seja de visita ou comida não faça cerimônia, é a melhor coisa do mundo! A Bárbara como boa curitibana nos passou várias dicas para aproveitarmos nossa estadia, já que o Luís apesar de morar lá não é um local, hehehe. Infelizmente não deu para fazer todassss, mas aproveitamos algumas. Chegamos por volta das 11h no aeroporto, pegamos o carro e fomos para o hotel que para nossa sorte já tinha os quartos disponíveis, deixamos as malas e partimos para passear/ almoçar.

Seguindo a primeira dica fomos almoçar no restaurante mais antigo de Curitiba, o Restaurante São Francisco que conforme a placa mesmo diz foi fundado em 1955. O ambiente do restaurante é super simples e antiguinho, mas não precisa se preocupar não tem nada de decadente ou sujo, é tudo bem arrumado, e como era hora de almoço de sexta-feira estava BOMBANDO! Pedimos inocentemente um prato para 2, chuleta (que eu com minha santa ignorância descobri que era a mesma coisa que costeleta ou carré) com os acompanhamentos. Veio um mundo de comida que vocês não tem ideia!

entrada do Restaurante São Francisco
entrada do Restaurante São Francisco
depois disso ainda chegou feijão!
depois disso ainda chegou feijão!

Era muita muita comida mesmo, mas cabia na nossa mesa! Pedimos uma jarra de suco para arrematar (era muito barato!). Tudo bem gostoso, e maravilhosamente em conta.  Estávamos de carro então nossa autonomia era ótima, tirando a parte de estacionar porque tinha pouca vaga mas tudo bem. Decidimos fazer uma mini maratona para conhecer o máximo possível de Curitiba. O primeiro ponto turístico mais perto da onde estávamos era o Jardim Botânico de Curitiba. Famoso pela estufa que fica no centro no jardim não demoramos muito para conseguir uma vaga no estacionamento, melhor parte de graça!

Não pegamos um dia lá muitooo bonito, mas voltamos no dia seguinte com o céu azul! Clique aqui para saber um pouco mais sobre o Jardim Botânico de Curitiba

foto obviamente do segundo dia
foto obviamente do segundo dia

Pegamos o carro para seguir em direção a Ópera de Arame, acabou que passamos direto por ela para conhecer o Parque Tanguá primeiro. O parque tem acesso fácil e estacionamento na parte externa gratuito. Uma linda cascata artificial cai de aproximadamente uns 50m até o lago. Você pode subir no mirante de 65m para apreciar a vista do parque. Queria ter ido com mais calma para ter explorado mais, mas o tempo é curto e saímos correndo. Se quiser mais informações de como foi nossa visita ao Parque Tanguá clique aqui.

Parque Tanguá
Parque Tanguá

Do parque seguimos para conhecer a famosa Ópera de Arame, clique aqui para saber mais sobre a Ópera. É muito bonita e com certeza um “must go” de Curitiba.

entrada da Ópera de Arame
entrada da Ópera de Arame

Deveríamos buscar nossos amigos a noite no aeroporto, mas devido ao engarrafamento monstro que teve no Rio eles perderam o voo e ficou para o dia seguinte essa função.

Sendo assim no dia seguinte aproveitamos para sair bem cedinho e conhecer mais alguns lugares antes de ir ao aeroporto. Partimos para o Museu do Olho, Museu Oscar Niemeyer ou apenas MON. Super vale a ida, o acervo é muito legal, ainda mais com as obras sob a guarda do MON devido a Lava Jato. Você pode conferir aqui com mais detalhes nossa visita.

Museu Oscar Niemayer
Museu Oscar Niemayer

Aproveitando que já estávamos estacionados fomos ao parque que fica logo atrás do MON o Bosque do Papa ou Bosque João Paulo II. O bosque tem as trilhas pavimentadas com pedra então não é nenhum sacrifício andar por entre as árvores, além da natureza a atração central do parque é a réplica de uma vila polonesa, com direito a loja que vende comidas típicas.

uma das trilhas do Bosque do Papa
uma das trilhas do Bosque do Papa

 

Antes de ir para o aeroporto pensamos em passar no mercado municipal de Curitiba, mas era dia 1º de maio e consequentemente feriado… Mais um que fica para a próxima. Buscamos nossos amigos e fomos almoçar no delicioso Bar do Alemão. Conforme recomendado todos pedimos submarinos, uma caneca de chopp com um copinho cheio de dose de steinhagen (bebida destilada típica alemã) dentro. Ela é muito forte, e eu nunca beberia pura! Mas misturada no chopp ficou ótimo! Eles oferecem chopp preto, misturado ou normal para pedir o submarino. Todos estavam bons mas gostei mais do misturado. Os pratos são típicos e demoravam um pouco para sair, por isso acabamos optando por algo mais rápido, 2 pratos de salsicha com acompanhamentos. Tudo muito gostoso.

nossas canecas de chopp e nosso almoço Alemão
nossas canecas de chopp e nosso almoço Alemão
turista que é turista não perde uma oportunidade dessas...aproveitamos que nosso amigo não pode ir ao casamento e levamos uma foto dele para poder participar. Sim não valemos nada...HAHAHAHA
turista que é turista não perde uma oportunidade dessas…aproveitamos que nosso amigo não pode ir ao casamento e levamos uma foto dele para poder participar. Sim não valemos nada…HAHAHAHA

Saímos correndo para nos arrumar para o casamento. Foi tudo ótimo. Mas o dia seguinte era dia de ir embora. Oh! Tristeza! Como pode passar tão rápido!?

Dia de ir embora é sempre corrido mas como o voo era mais tarde deu para tranquilamente deixar nossos amigos no aeroporto e partir para mais uma rodada de atrações antes de ir embora. Seguindo nossa lista de dicas (Obrigada Bárbara!!), fomos conhecer o simpático Bosque Alemão, uma área verde enorme no meio de um bairro de casas, tem uma característica curiosa, conforme você anda pela trilha grandes painéis contam a história de João e Maria, um conto tipicamente Alemão. Clique aqui para saber mais detalhes dessa visita e como aproveitar com os pequenos.

Bosque Alemão
Bosque Alemão

Saindo do bosque Alemão ainda dava tempo para mais algumas paradas estratégicas, Museu do Automóvel, Torre Panorâmica e Parque Barigui.

Torre panorâmica de Curitiba
Torre panorâmica de Curitiba

A Torre Panorâmica de Curitiba é na realidade da Oi, pois é uma torre telefônica que tem um deck observatório e é aberta a visitação. Com quase 110 metros de altura a torre deve proporcionar uma vista incrível. Digo deve porque infelizmente a torre estava com o elevador quebrado e não deu para subir. Fica para a nossa próxima ida, já que com certeza voltaremos. Mesmo assim seguem as informações da Torre Panorâmica de Curitiba.

Endereço: Rua Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 – Mercês.
Horário: Terça a Domingo das 10h às 19h. *Venda de ingressos até as 18h30
Ingresso: R$ 3

O Museu do Automóvel de Curitiba é uma gracinha, mesmo que você não seja apaixonado por carro, vale a visita, o ingresso não é caro e os carros expostos são lindos. Confere nesse link como foi nossa visita a essa garagem parada no tempo.

 

Museu do Automóvel
Museu do Automóvel

 

Mais uma vez aproveitamos que já estávamos estacionados e fomos conhecer o Parque Barigui que fica do outro lado da rua literalmente. Era domingo e o parque fervilhava de gente, atividades para todos os gostos, gente com mini aviões, pessoas correndo, patins, bike, crianças jogando bola no gramado, literalmente atendendo a todos os gostos. Clique aqui para saber mais sobre o parque Barigui.

amiguinho que fizemos no parque
amiguinho que fizemos no parque Barigui

Se organizando e estando de carro (com um GPS) dá para fazer / conhecer muita coisa em Curitiba em 2 dias. Agora queremos voltar para ver o que estava fechado e outras coisas, como alguns parques que ficam mais afastados da cidade.

Onde Ficamos?

Harbor Saint Michel

O hotel é simples, os quartos bem grandes e confortáveis inclusive com cozinha para você usar. Para nossa surpresa o ar condicionado lá funciona tanto para esquentar quanto esfriar, para nós pessoas do Rio achamos muito exótico e super funcional. A única coisa que senti falta, levando em consideração o frio curitibano foi a água da torneira ser quente, água gelada é cruel… O hotel tem estacionamento pago para os hóspedes, é cobrado por diária e o valor não é nada absurdo. O café da manhã é servido no térreo e tem bastante opções de comida.

Endereço: Rua Lamenha Lins, 71 – Centro, Curitiba
Telefone: (41) 3017-1090

Onde comemos?

Restaurante São Francisco

De acordo com a placa pendurada do lado e fora é considerado o restaurante mais antigo de Curitiba. Aberto em 1955 funciona até hoje com um ar bem antiguinho, comida farta e preço super em conta. Foi uma grande pedida!

Endereço:   R. São Francisco, 154 – Centro, Curitiba – PR, 80020-190
Horário:  Segunda, terça, quarta e sábado de 11h às 13h / Quintas e sextas e 11h às 13h e de 18h às 22h / Domingo fechado
Telefone: (41) 3224 8745

Bar do Alemão

Comidas típicas Alemãs para quem está com muito tempo para comer ou quem estava correndo que nem nós. Além de possuir o famoso submarino, chopp (claro, escuro ou misturado) com uma dose de steinhagen (bebida destilada típica alemã) dentro. De brinde você leva o copinho da dose. Preços justos e comida bem gostosa.

Endereço: Rua Dr. Claudino dos Santos, 63 – Largo da Ordem – Curitiba – Paraná
Horário: Aberto diariamente das 11h da manhã às 2h da madrugada. Inclusive aos domingos e feriados.
Telefone: (41) 3223-2585
Site: Bar do Alemão

Dica do Fora da Toca

“Leve Curitiba”

Por toda Curitiba existem lojas de lembrancinhas, inclusive uma rede delas chamada “Leve Curitiba”. É uma gracinha e tem lembrancinhas para todos os gostos e bolsos. Fiquei tentada a carregar uma capivara de pelúcia mas o preço me desanimou hehehe, fiquei com lindos marcadores de livro, um saquinho que vem com 3 gelos sintéticos e os dizeres “leve o frio de Curitiba com você” fofo não é? Além de um lápis gigante de colorir. Acho que trouxe mais coisas… mas não consigo lembrar…

Endereço: Como eu disse são várias lojas espalhadas pela cidade, nesse link tem todos os endereços e horários de funcionamento. Das que eu fui a que mais gostei foi a do Jardim Botânico.
Site: Leve Curitiba http://levecuritiba.com.br/produtos-e-presentes

 

Feirinha de Domingo

Para quem não resiste a uma feira, no Largo da Ordem aos domingos tem uma feira de artesanato, comidas típicas e antiguidades de 9h às 14h. Como eu entendi errado, achei que ela começava as 13h, nos demos mal porque estava absurdamente lotado sem chance de parar o carro e já no final. Ou seja, quer ir? Se programe e chegue cedo!
Endereço: Largo da Ordem
Horário: Todo domingo de 9h às 14h

Compartilhe nas redes sociais!

2 comentários em “2 dias de Curitiba!

Deixe seu comentário ou dúvida