Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Visita ao Pão de Açúcar

Em mais um dia típico de verão carioca, não, espera, estamos em agosto…

Em mais um dia em que o inverno foi solenemente ignorado pelo sol carioca, prosseguimos nossa empreitada para visitar pontos turísticos aproveitando o projeto Carioquinha.

Erro 1: O Carioquinha para o Pão de Açúcar só funciona de segunda à quinta.

Erro 2: A ideia mais brilhante do universo, ir de carro para a Praia Vermelha!

As incríveis engrenagens que movimentam os bondinhos
As incríveis engrenagens que movimentam os bondinhos

Partimos às 10h da manhã do domingão, de baixo de um sol digno de janeiro. Como já tinha um tempo que não encontrávamos com alguns amigos queridos, chamamos para nos acompanharem no passeio. Como já mencionei anteriormente, tivemos a brilhante ideia de ir de carro, pois não queríamos pegar um ônibus até o Shopping Rio Sul e de lá ir andando a pé até a Praia Vermelha, já que o ônibus pra a Urca só passa quando está afim. Resultado, o estacionamento da Praia Vermelha estava totalmente lotado. A Urca é um charme (merece um post só sobre ela), mas como a maioria das construções são antigas não tem vagas suficientes para todo mundo, logo as ruas estão sempre ocupadas. Conclusão, paramos no estacionamento do Rio Sul, e voltamos andando para a Praia Vermelha.

Fora-da-Toca-Pao-de-acucar_02
Vista da Praia Vermelha com o Pão de Açúcar ao fundo

Apesar dos extensos zigue-zagues de grades na entrada para o bondinho, não se assuste, nem fila tinha na parte interna. Fico imaginando tudo cheio, com filas intermináveis, afinal se está montado é por que provavelmente é necessário usar. Compramos nossos tickets e passamos eles nos leitores de código de barras. Tem séculos que não vou ao Pão de Açúcar, e fiquei impressionada como tudo está mudado. Catracas que rodam automaticamente quando você passa o bilhete, uma tela que conta quantas vagas ainda tem no bondinho, OUTRO BONDE! Sim, o simpático bondinho em que eu andei na minha infância agora faz parte do acervo.

Embarque na estação da Praia  Vermelha
Embarque na estação da Praia Vermelha
Foto histórica da revista FON FON de 1912 registrando as obras de construção do Pão de Açúcar
Foto histórica da revista FON FON de 1912 registrando as obras de construção do Pão de Açúcar

Durante as obras dos pavilhões da Exposição Internacional de 1908 (onde hoje é a Av. Pasteur) o engenheiro Augusto Ferreira Ramos, ficou encantado com o conjunto de montanhas do Pão de Açúcar, Morro da Urca e Morro da Babilônia, e deduziu que seria possível conectá-los através de cabos de aço suspensos, como já faziam na Europa. O projeto do bondinho foi criado em comemoração ao centenário da abertura dos portos do Rio, e levou 3 anos para ficar pronto. O primeiro trecho do teleférico mede 528m e ligava a Praia Vermelha ao Morro da Urca e foi inaugurado em 27 de outubro de 1912. 1 ano depois em 1913 inauguraram o trecho de 750m que conecta o Morro da Urca ao Pão de Açúcar.

O primeiro teleférico é de 1912 e foi o 3º teleférico de passageiros instalado no mundo! Criado por uma empresa Alemã e chamados de Camarotes Carril, foram rapidamente batizados de bondinhos já que eram muito parecido com os bondinhos de rua da época. Ele tinha capacidade para 22 pessoas e quando completou 60 anos foi desativado e substituído por um novo modelo, muito mais moderno e e extremamente parecido com os dos dias atuais.

 

O segundo bondinho foi instalado em 1972 e seu design foi premiado no 4º salão da montanha em Turim. Seu formato de bolha era único na época e a capacidade era de 75 passageiros. Ele funcionou até 2008 quando foi trocado pelos bondinhos atuais.

Vista da Enseada de Botafogo, Praia do Flamengo,  Aeroporto Santos Dummont, Ponte Rio Niteroi e à direita no cantinho o bairro da Urca
Vista do Morro da Urca: Enseada de Botafogo, Praia do Flamengo, Aeroporto Santos Dummont, Ponte Rio Niteroi e à direita no cantinho o bairro da Urca

Na minha humilde opinião (desculpa Corcovado) a vista do passeio ao Pão de Açúcar é das mais lindas do Rio de Janeiro. Para completar a água do mar estava de uma cor deslumbrante! Cada trecho realizado pelos bondinhos dura cerca de 3min, e todos ao embarcar correm para grudar nas janelas (como resistir não é?). No mais típico espírito turista, fizemos uma horinha na catraca para conseguir sermos os primeiros no próximo bonde e ficar nas enormes janelas admirando a vista. Apesar de moderno e com janelas e escotilhas abertas, o bondinho é muito quente e abafado. Imagina quando estamos na alta temporada e os bondes ficam lotados? Acho que algum tipo de ventilação mais eficiente não faria mal a ninguém. Chegando no Morro da Urca, (que também tem acesso via trilha), desembarcamos ao lado de dois modelos de bondinhos já desativados, o mais antigo amarelinho, lembra ao longe o modelo do bondinho de Santa Teresa.

Praça de alimentação do Morro da Urca
Praça de alimentação do Morro da Urca

Difícil não se encantar com ele e pedir para alguém tirar uma foto. Agora tem uma grande praça de alimentação no centro do morro, com comidas para todos os gostos. Até um restaurante tem. Olhamos os valores dos pratos no menu que fica do lado de fora e nos pareceram super justos. Não sei como é a relação de quantidade de comida pois não entramos para almoçar, mas os valores pareceram OK. Na verdade, de uma forma geral todos os valores dos restaurantes e lojinhas não são exorbitantes, sim são mais caros que os das lojas que frequentamos perto de casa, mas não é nada extorsivo. Acabamos ficando com a lojinha de salada de frutas que estava cheirando maravilhosamente bem. Você monta ela com as frutas e acompanhamentos que preferir, e eles cobram por peso: cada 100g são 4 reais. Nossos amigos resolveram encarar a fila pro mate, que além de demorar muito, no final ainda veio sem gelo. Depois de muitas fotos e apreciar a vista, resolvemos seguir viagem em direção ao Pão de Açúcar.

Vista do Pão de Açúcar
Vista do Pão de Açúcar
Descendo o Pão de Açúcar
Descendo o Pão de Açúcar e apreciando a vista, à esquerda: Praia Vermelha e a orla de Copacabana; À direita: Enseada de Botafogo

Uma coisa interessante é que agora o bondinho tem um aplicativo super fofinho que você pode baixar no celular e usar nos pontos marcados com placa. Nele, você seleciona qual ponto você está, encaixa o contorno que aparece na tela com a paisagem e da o play.

Instruções para download do aplicativo do Bondinho
Instruções para download do aplicativo do Bondinho

Assim na tela do seu celular aparece voando um passarinho Tiê-Sangue (uma espécie de passarinho que vive na mata atlântica) que conta um pouco da história dos pontos desenhados na tela. Você pode optar em escutar o texto em 3 línguas: português, espanhol e inglês. Vale ressaltar que eles se preocuparam de colocar legenda nos vídeos e se você quiser conhecer a história mesmo não estando no Morro da Urca, o aplicativo funciona normalmente, só sem a vista linda! Ainda no aplicativo tem um joguinho no número 5, onde você guia o Tiê-Sangue para comer laranjas no estilo Flappy Bird, mas menos estressante.

 

No alto do Pão de Açúcar tem mais um barzinho para fazer um lanche. Além de uma grande loja de souvenirs, os preços não são lá muito

Moeda comemorativa
Moeda comemorativa

convidativos. Para ser sincera o único souvenir que eu comprei foi na estação na volta ao Morro da Urca que tem uma máquina que vende uma moeda comemorativa do bondinho por 5 reais.

Ainda no alto do morro, eles criaram um espaço cultural chamado Cocuruto – a história de um fio, onde com a curadoria do diretor de criação Marcello Dantas conta a história dos teleféricos, inaugurados há quase 100 anos, com projeções, imagens antigas, parede interativa onde através de manivelas você revela vídeos, além de maquinário e objetos como as famosas caixinhas de marchetaria que marcaram a história do primeiro teleférico brasileiro. É uma pena que entre tanta claridade lá dentro, como tem muitas projeções, fica difícil enxergar. Mas os vídeos escondidos na parede que contam a história do bondinho estão em tela e são super legais! Da para assistir tranquilamente com os fones disponíveis.

Por dentro do Cocuruto
Por dentro do Cocuruto

Informações gerais – Pão de Açúcar

Duração do passeio:

Depende de quanto tempo você pretende passar por lá, não tem duração estabelecida. Mas de qualquer forma segue a duração das “viagens”:

  • Praia Vermelha/Morro da Urca: 3 minutos.
  • Morro da Urca/Pão de Açúcar: 3 minutos.

Horários:

  • Abertura da bilheteria – 08:00 | Fechamento da bilheteria – 19:50
  • O fechamento do Parque acontece sempre 1 (uma) hora após o encerramento da bilheteria.

Preços:

  • Inteira R$62
  • Meia R$ 31*
  • *Idosos: a partir de 60 anos com documento de identidade original com foto.
  • *Estudantes: MBA, Mestrados, Doutorados e Pós-Graduação.
  • *Rede particular: Carteira de Identificação Estudantil com foto, data de vencimento visível e dentro do prazo de validade.
  • *Estudantes de Rede pública: Riocard escolar e/ou documento impresso que comprove matrícula de estudante em outro estado + documento oficial com foto, data de vencimento visível e dentro do prazo de validade. Para estudantes estrangeiros, apresentar carteira de identificação estudantil com foto.
  • *Crianças de 6 a 12 anos e Jovens de 13 a 21 anos: Carteira de Identidade original com foto ou Passaporte Original válido.
  • Grátis – Crianças menores de 6 anos.

 

OBS: Os bilhetes vendidos nas bilheterias do Bondinho, na Praia Vermelha, só valem para o próprio dia da compra. Vendas para outros dias, somente pela Internet. Não é feita devolução de bilhetes por desistência do passeio, somente por parada técnica.

 

-Informações retiradas do site e do aplicativo do bondinho –

 

siga e compartilhe
Follow by Email
Facebook
Google+
http://foradatoca.com/brasil/rio-de-janeiro/visita-ao-pao-de-acucar/
Twitter
Pinterest
Instagram

2 comentários em “Visita ao Pão de Açúcar

  1. Muito boas as informações. Concordo com a preferência pela vista do Pão de Açúcar. As fotos confirmam, estão lindas.

Deixe seu comentário ou dúvida

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.