Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Bondinho de Santa Teresa

Aháá!!! Meu primeiro post (segundo na verdade, o primeiro foi o de boas vindas…) sobre alguma atração que fomos visitar é justamente uma das coisas que eu mais queria fazer aqui no Rio: andar no Bondinho de Santa Teresa!!!!

fora-da-toca_bondinho_07
Prédio da Petrobras

Queria ter ido antes, MAAASSS, os bondes estavam em reforma para melhorias na segurança, assim como o sistema de trilhos que conectam vários pontos de Santa Teresa. Toda essa reforma se deu, infelizmente, após um grave acidente com um dos bondes.

Por ter sido um fato muito triste para o Rio, em respeito às famílias que perderam seus familiares e também às pessoas que se acidentaram, não temos a intenção nem o direito de entrar em nenhum mérito sobre esta questão.

Depois de 4 anos parados para as mencionadas reformas, em julho deste ano os bondes voltaram a funcionar num esquema de pré-operação: o trajeto é do Largo da Carioca até o Largo do Curvelo (aproximadamente 2km) e o transporte é oferecido gratuitamente aos passageiros, de segunda a sábado, das 11h às 16h.

Fila para o bondinho
Fila para o bondinho

 

Já tinha perturbado um tanto a Julia para irmos, até que finalmente neste último sábado conseguimos ir. Combinamos de acordar às 9h e sair de casa às 10h, mas nos atrasamos um pouquinho para sair. O melhor meio de transporte para chegar até lá é de metrô: só saltar na estação da Carioca, pegar a saída para a Avenida República do Chile, atravessar a mesma e entrar na rua Lélio Gama, que é ao lado do prédio da Petrobras.

Chegamos na estação do Bondinho por volta do meio-dia. Com isso, havia uma linda fila nos esperando. A combinação sábado de sol + bondinho recém inaugurado + ingressos grátis é infalível… rsrs!! Os amarelinhos estava saindo em um intervalo de aproximadamente 20min. Esperamos um bocado na fila e lá pelas 13h pegamos o nosso rumo a Santa Teresa.

O passeio, mesmo sendo rápido, tem seu charme. Se desconsiderarmos alguns prédios mais modernos avistados durante o trajeto, parece que voltamos no tempo e estamos passeando por um Rio de muitas décadas atrás. Tudo isso misturado com a emoção de passar por uma espécie de viaduto por cima da Avenida República do Paraguai e pelos famosos Arcos da Lapa. Julia que o diga, rsrs!!

Chegamos ao Largo do Curvelo e aproveitamos para visitar dois museus ali perto: o Parque das Ruínas e a Chácara do Céu.

Embarcando na estação
Embarcando na estação

 

À esquerda, passando pelo viaduto na Av. Rep. Paraguai. À direita passando pelos Arcos da Lapa.
À esquerda, passando pelo viaduto na Av. Rep. Paraguai. À direita passando pelos Arcos da Lapa.

O nosso relato sobre essa visita você confere aqui. Pode clicar, tá bem legal!! (Em Breve)

Depois da visita voltamos para o Largo do Curvelo, descemos de bonde até a Carioca e pegamos novamente o metrô de volta pras nossas casas. Finalmente eu consegui andar no bondinho!! Esperamos que em breve todo o trajeto seja liberado para que turistas e moradores possam ter mais um acesso à esse pedaço de Rio Antigo que é o bairro de Santa Teresa.

 

Impressões e dicas sobre o Bondinho:

Panfleto distribuído
Panfleto distribuído

Antes era permitido às pessoas viajarem em pé nos estribos para não pagar passagem, o que por sua vez superlotava o bonde. Agora a lotação máxima é de 32 passageiros, todos sentados. A segurança de todos no bonde agradece…

Os assentos continuam sendo de madeira, mas são confortáveis. E de todo modo, a viagem é rápida.

Para embarcar e desembarcar do bonde, os estribos descem automaticamente (na verdade devem ser hidráulicos) e existe uma espécie de barra de madeira (que percorre toda a extensão do bonde) que é levantada manualmente pelo motorneiro e seu ajudante. Quando o bonde sai das estações o processo é inverso: os estribos são recolhidos e a barra é arriada e posicionada na altura dos encostos dos bancos. Mais uma vez a segurança no passeio marca sua presença.

Os bondes estão repintados, parecem novinhos e charmosos. Muito legal!

Por enquanto, por estar em pré-operação, o Bondinho não está cobrando passagem. Aproveitem!!!

Utilidade pública: uma máquina fotográfica e uma garrafinha de água não fazem mal a ninguém! Chegar cedo também é bom pra evitar filas, especialmente aos sábados…

Aproveite o Bondinho para visitar alguns pontos de Santa Teresa: O Parque das Ruínas, a Chácara do Céu, o Museu do Bonde, assim como bares e restaurantes.

siga e compartilhe
Follow by Email
Facebook
Google+
https://foradatoca.com/brasil/rio-de-janeiro/bondinho-de-santa-teresa-2/
Twitter
Pinterest
Instagram

3 comentários em “Bondinho de Santa Teresa

  1. Olá ! Sou morador de “Santa” . Convido-te a quando voltares ao RJ, voltar a visitar o bonde . Além do Curvelo, existe o Largo dos Guimarães ( que pelo visto visitou a pé ) e a próxima estação , a Estação Praça Odylo Costa. Lá, o barato é descer e subir em direção ao Mirante do Rato Molhado . Quase ninguém conhece , já que fica a uma certa distância do Guimarães. A Vista é linda ! Grande abraço !

Deixe seu comentário ou dúvida

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.